sábado, 20 de agosto de 2011

CHEIO DE MIM


Cheio de mim
Vasculho armários e gavetas
Objetos desnecessários, espaços ocupados
Cartas, contas, fotos, embalagens vazias
Súplicas de desapego
Confusão, angústias
Sentimentos sem sentido
Faxino, limpo, organizo
Diálogo solitário, vozes no silêncio
Vassoura varre o chão
Espanador remove poeiras
Poeiras letárgicas
Bagunça que trava, impede
Meu corpo estagnado pede por movimento
Ideias confusas, não cabem mais
Descarto, vou descartando
Jogo a sujeira no lixo, a impotência e a desmotivação
Espaços congestionados pedem para serem desocupados
Abro janelas
Luz e vento transitam pelo ambiente
Energia em movimento
Pulmão respira, mente esvazia, pele transpira
Gotas de suor, limpando, expelindo
A cada objeto que recoloco
Vou encontrando meu foco
Cuido das plantas, podo minhas angústias
Arrumo quadros, organizo livros
Mente acalma, corpo relaxa
Pronto!
Bagunça organizada
Vazio de mim
Paro, reflito e sinto
Novos espaços a serem preenchidos
Com meus objetos e desejos

Alexandre Malosti

4 comentários:

GUEDES disse...

Depois vc me passa o numero do fone dessa faxineira... to precisando de uma faxina completa em mim!!

Adorei!!!!

Alexandre Malosti disse...

Tem lava a jato ai perto da tua casa? kkkkk A faxineira é das antigas, não tem fone, nem email... mas se ela perceber de sua parte desejo acompanhado de ação.... ela aparece na hora.... kkk Abração e obrigado pelo comentário....

Anônimo disse...

Lindo! Parabéns! Para de falar que vc não é poeta!!!! Esse me lembrou a letra de uma música que o Chico cantava. Era assim: " Sim, eu pode ria em cada quarto mover a mobília, e cada um matar um membro da família até que a plenitude e a morte coincidisse um dia o que aconteceria? De qualquer jeito... mas eu prefiro abrir as janelas pra que entrem todos os insetos". Quisera me esvaziar assim. Parabéns!

Alexandre Malosti disse...

Teresa... quem sabe depois do centésimo poema eu comece a aceitar a ideia de ser poeta. risos.... Só estou esvaziando, usando palavras para materializar sentimentos e vivências.... Obrigado pelo comentário sempre carinhoso e enriquecedor... Beijos