domingo, 3 de julho de 2011

MINHA ESTRADA










Estrada infinita
Mundo de possibilidade
Pequena viela sem saída
Obstáculo para felicidade

Cheia de vida, estrada de terra
Morta, preta de asfalto

Reta, sem perigo e estável
Curvilínea, imprevisível e instável

Às vezes para cima
Às vezes para baixo

Cheia de avisos, previsível, de fácil navegação
Obscura, sem leitura, entregue na escuridão

Trajeto de quadros, pinturas em movimento, pura apreciação
Escura, sem moldura, puro tédio, sem distração

Caminhos
Encontros e desencontros
Às vezes protagonista
Às vezes coadjuvante

Encruzilhadas de dúvidas
Desafios e buscas
Assim é
Minha estrada da vida

Alexandre Malosti

6 comentários:

tangram ana paula disse...

Caracaaaaaaaaaaaa....fã number one! Amei essa longa estrada da vidaaa...

Alexandre Malosti disse...

Ultimamente com mais curvas .. imprevisivel.. mas deliciosa... kkkk Beijos e obrigado

GUEDES disse...

Ta poeteiro mesmo ein Ze!!! Muito bão! Parabéns...
Abção!

Alexandre Malosti disse...

É meu querido, conhecer você, esse blog.. algum fruto bom já deu. Já dispertou seu amigo aqui para a poesia... Daqui uns dois anos estou chegando perto do seu talento como poeta... Vivendo e aprendendo ...Abração....

Karina Aldrighis disse...

Oi Alexandre, linda poesia. identifiquei com esta poesia que escrevi a algum tempo atras:

http://cadernodepoesiaskarinaaldrighis.blogspot.com/2011/07/mulheres.html

Leia e depois em diga! bjs

Alexandre Malosti disse...

Karina eu li a sua... também fala de caminhos, escolhas.... possibilidades.... auto-retrato.. etc... muita linda a que vc escreveu.... bjs