domingo, 22 de julho de 2012

FELICIDADE PLÁSTICA


A manipulação da felicidade e do bem estar nos escraviza. Por que não podemos nos sentir tristes, melancólicos, sem realização, descontentes, com ódio? Somos levados a acreditar e a vivenciar a felicidade do ter, do realizar. Escravos do consumo e dos vícios da pós-modernidade. Somos um todo feito de alegrias e tristezas. FELICIDADE É UM ESTADO e não um item de agenda.


4 comentários:

MÁRCIO VACCARI disse...

Felidade Plástica bateu em mim de forma "elucubratória", diria... Trouxe inquietações mil.Visualmente é bem interessante. Gosto de poesia em outras formas e plataformas. Bom... é mais ou menos isso... Grande abraço, Malosti.

cimatti disse...

Concordo com isso e venho dizendo isso hã muito tempo para as pessoas com que eu convivo, mas parece que essa idéia não é lá muito bem aceita.

ALEXANDRE WAGNER MALOSTI disse...

Marcio, grande amigo.... na verdade creio que a maioria tem consciência disso.. só não querem mesmo é olhar e tranformar..... acomodaram-se e preferem ser conduzidos... menos esforço próprio e não precisa pensar... Abraços

ALEXANDRE WAGNER MALOSTI disse...

Grande Cimatti... concordo.. não é bem aceita mesmo.. ninguém quer encarar ou ter opção de escolha, questionar nosso sistema, preferem a plasticidade, cômoda e fácil. abraços